Imprimir

Estamos Enlouquecendo Nossas Crianças! Estímulos Demais...Concentração de Menos

Vivemos tempos frenéticos. A cada década que passa o modo de vida de 10 anos atrás parece ficar mais distante: 10 anos viraram 30, e logo teremos a sensação de ter se passado 50 anos a cada 5. E o mundo infantil foi atingido em cheio por essas mudanças: já não se educa (ou brinca, alimenta, veste, entretêm, cuida, consola, protege, ampara e satisfaz) crianças como antigamente!

O iPad, por exemplo, já é companheiro imprescindível nas refeições de milhares de crianças.Em muitas casas a(s) TV(s) fica(m) ligada(s) o tempo todo na programação infantil – naqueles canais cujo volume aumenta consideravelmente durante os comerciais – mesmo quando elas estão comendo com o iPad à mesa.

Muitas e muitas crianças têm atividades extra curriculares pelo menos três vezes por semana, algumas somam mais de 50 horas semanais de atividades, entre escola, cursos, esportes e reforços escolares.

Existe em quase todas as casas uma profusão de brinquedos, aparelhos, recursos e pessoas disponíveis o tempo todo para garantir que a criança “aprenda coisas” e não “morra de tédio”.As pré escolas têm o mesmo método de ensino dos cursos pré vestibulares.

Tudo está sendo feito para que, no final, possamos ocupar, aproveitar, espremer, sugar, potencializar, otimizar e, finalmente, capitalizar todo o tempo disponível para impor às nossas crianças uma preparação praticamente militar, visando seu “sucesso”. O ar nas casas onde essa preocupação é latente chega a ser denso, tamanha a pressão que as crianças sofrem por desenvolver uma boa competitividade.

Porém, o excesso de estímulos sonoros, visuais, físicos e informativos impedem que a criança organize seus pensamentos e atitudes, de verdade: fica tudo muito confuso e nebuloso, e as próprias informações se misturam fazendo com que a criança mal saiba descrever o que acabou de ouvir, ver ou fazer.

Além disso, aptidões que devem ser estimuladas estão sendo deixadas de lado:

·         Crianças não sabem conversar

·         Não olham nos olhos de seus interlocutores

·         Não conseguem focar em uma brincadeira ou atividade de cada vez (na verdade a maioria sequer sabe brincar sem a orientação de um adulto!)

·         Não conseguem ler um livro, por menor que seja.

·         Não aceitam regras

·         Não sabem o que é autoridade.

·         Pior e principalmente: não sabem esperar.

Todas essas qualidades são fundamentais na construção de um ser humano íntegro, independente e pleno, e devem ser aprendidas em casa, em suas rotinas.

Precisamos pausar. Parar e olhar em volta. Colocar a mão na consciência, tirá-la um pouco da carteira, do telefone e do volante: estamos enlouquecendo nossas crianças, e as estamos impedindo de entender e saber lidar com seus tempos, seus desejos, suas qualidades e talentos.

Estamos roubando o tempo precioso que nossos filhos tanto precisam para processar a quantidade enorme de informações e estímulos que nós e o mundo estamos lhes dando.

Calma, gente. Muita calma. Não corramos para cima da criança com um iPad na mão a cada vez que ela reclama ou achamos que ela está sofrendo de “tédio”. Não obriguemos a babá a ter um repertório mágico, que nem mesmo palhaços profissionais têm, para manter a criança entretida o tempo todo.

O “tédio” nada mais é que a oportunidade de estarmos em contato conosco, de estimular o pensamento, a fantasia e a concentração.

Sugiro que leiamos todos, pais ou não, “O Ócio Criativo” de Domenico di Masi, para que entendamos a importância do uso consciente do nosso tempo.

E já que resvalamos o assunto para a leitura: nossas crianças não lêem mais. Muitos livros infantis estão disponíveis para tablets e iPads, cuja resposta é imediata ao menor estímulo e descaracteriza a principal função do livro: parar para ler, para fazer a mente respirar, aprender a juntar uma palavra com outra, paulatinamente formando frases e sentenças, e, finalmente, concluir um raciocínio ou uma estória.

Cerquem suas crianças de livros e leiam com elas, por amor. Deixem que se esparramem em almofadas e façam sua imaginação voar!

Fonte: Pais que educam

Imprimir

Check-up online avalia saúde, finanças, família e espiritualidade

Niterói, RH … [ASN] Check-up é uma expressão em inglês que a maioria dos brasileiros sabe o que significa. Ela é tão comum que as pessoas sabem até a pronúncia correta – Em resumo é fazer uma bateria de exames médicos básicos, de modo preventivo, para verificar as condições de saúde. Nem todo mundo adere, é claro, mas as autoridades de saúde orientam a fazer anualmente a partir dos 35 anos. Tudo porque o tratamento das doenças em estágio inicial tem mais sucesso.

Mas, e na vida social, profissional, financeira e espiritual? Quais são os exames que avaliam estes fatores? Foi pensando nisso que o departamento de Mordomia da sede administrativa da Igreja Adventista para os Estados do Espírito Santo, Minas Gerais e Rio de Janeiro (União Sudeste Brasileira – USeB) criou o sistema chamado Diagnóstico, dentro do programa Pacto de Amor – A Oferta Sou Eu.

  Leia também:

 Visite o site do programa Pacto de Amor – A Oferta Sou Eu.

A intenção é que através das respostas de um questionário preenchido pela internet as pessoas recebam em seus e-mails uma análise que aponte as áreas onde é necessário prestar atenção. O sistema foi lançado no dia 3 de março durante a transmissão via satélite da Semana Pacto de Amor. De acordo com o idealizador do projeto, pastor Elmir Santos, líder do departamento de Mordomia na USeB, “o sistema é uma forma de ter uma visão holística da vida, física, mental, emocional e espiritual. E nas áreas em que a pessoa está mais fragilizada o aplicativo fornece opções de artigos para que ela possa ler e desenvolver esses aspectos”.

Para que o sistema funcionasse, foram necessários 60 dias de trabalho e outros dez para teste. A expectativa é que, não apenas os adventistas, mas pessoas de outras denominações religiosas também tenham acesso ao teste e, principalmente, aos materiais que são enviados de acordo com o resultado. O sistema funciona em plataformas como tablets e smartphones, além dos computadores, o que facilita o acesso. [Equipe ASN, Francis Matos].

 

Imprimir

Conheça os 10 "piores" alimentos para a sua saúde.

Saiba quais são eles, os problemas que causam.

1º Refrigerante diet

Um estudo feito por pesquisadores das universidades de Miami e Columbia concluiu que quem consome o refrigerante diet diariamente tem mais chances de ter um infarto ou um acidente vascular cerebral. Outro estudo publicado pela revista científica Diabetes Care concluiu que o ingerir diariamente o refrigerante diet pode aumentar os riscos de desenvolver diabetes tipo 2 e síndrome metabólica. 

2º Refrigerante

Esta bebida é rica em açúcar. Uma lata de 350 ml do refrigerante tipo cola possui 37 gramas de açúcar. Então, caso a pessoa beba uma lata por dia em um mês ela terá consumido cerca de um quilo de açúcar! Uma pesquisa divulgada no American Journal of Clinical Nutrition concluiu que refrigerantes, tanto as versões açucaradas quanto as de baixa caloria, estão associados ao maior risco de acidente vascular cerebral. Os refrigerantes também estão associados a problemas respiratórios. "Eles proporcionam um excesso de energia levando ao aumento do peso que é estocado no organismo na forma de tecido gorduroso.

3ª Churros recheados

O alimento que ocupava a 3ª posição na lista original era o donuts. Como ele não é muito consumido no Brasil, o churros é o seu equivalente nacional. Ambos são massas fritas, recheadas com chocolate ou doce de leite e que possuem açúcar ao seu redor. Portanto, os churros têm as complicações das frituras e ainda são ricos em açúcar. O alimento recheado com doce de leite possui 18,4% do Valor Diário das gorduras totais e 18,8% das gorduras saturadas. 

4º Cachorro-quente

Uma salsicha de 50 gramas possui 24% do valor diário de gorduras totais, 20% de gorduras saturadas e 20,3% de sódio. A salsicha é uma carne processada como o bacon e por isso apresenta os mesmos problemas de saúde. Além disso, para a conservação da salsicha são utilizados nitritos e nitratos que no estômago se transformam em nitrosaminas. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA) estas nitrosaminas têm forte ação cancerígena levando a altos índices de câncer no estômago entre pessoas que consomem alimentos contendo os nitritos e nitratos com frequência. 

5º Bacon

Um levantamento feito pela Escola de Saúde Pública de Harvard descobriu que 50 gramas diários de carnes processadas como o bacon aumentam em 42% o risco de problemas cardíacos e em 19% o de diabetes tipo 2. Este alimento possui gordura saturada, de modo que uma fatia equivalente a 10 gramas possui 6,4% do Valor Diário desta gordura, que sofre um processo de oxidação que facilita o aparecimento de placas que podem inflamar as artérias sanguíneas levando ao comprometimento cardíaco.

6º Salgadinho de batata

O salgadinho de batata é ainda mais nocivo do que a batata frita. "Ele vai ser preparado de maneira industrial, utilizando grandes quantidades de gordura, sal e substâncias químicas". De fato, o alimento é rico em gorduras, um pacote de 50 gramas possui 33% do Valor Diário de gorduras totais e 9% de gorduras saturadas.

 7º Batata frita

O principal problema da batata frita está no fato de ela ser uma fritura. Quando o alimento é submetido a altas temperaturas sofre a glicação que é uma modificação molecular. "Estão surgindo muitos estudos procurando relacionar essas alterações com o aparecimento de doenças cardiovasculares e também o câncer". A porção de 100 gramas de batata frita possui 14% do Valor Diário de gordura saturada.

8º Pizza congelada

Um pedaço, 73 gramas, de pizza congelada possui 16% do Valor Diário de sódio, cujo consumo em excesso está ligado ao aumento da pressão e doenças renais. O único pedaço ainda possui 14% do Valor Diário das gorduras saturadas que quando ingeridas em grandes quantidades podem levar a problemas cardíacos. Esta pizza ainda é feita com farinha branca que tem uma absorção rápida no organismo fazendo com que a pessoa fique com fome logo. "Outra descoberta é que quando o alimento é integral a absorção é mais lenta e o tempo que o alimento passa no intestino é maior o que faz com que outros hormônios deste órgão sejam estimulados". 

9º Salgadinhos de milho

Por conter uma série de produtos químicos, o salgadinho de milho pode causar alergias. Além disso, um pacote, 63 gramas, deste alimento contém 17% do Valor Diário de sódio. "Quando consumido em excesso o sódio está relacionado ao aparecimento de pressão alta e doenças renais". O pacote do salgadinho também possui Valor Diário de 32,5% de gorduras totais e 10,3% de gorduras saturadas. O fato do salgadinho ser feito com milho transgênico é polêmico. "O transgênico é uma mistura de DNA, o ideal é saber qual é essa modificação e se poderia promover uma alergia. Não temos um estudo científico que comprove que a quantidade de milho com essas alterações no salgadinho pode causar uma doença". 

10º Sorvete de massa

O sorvete de massa industrializado não é interessante por ser pobre em nutrientes. "Este doce possui carboidratos de baixo valor nutricional, ou seja é rico em açúcar, que vão ser absorvidos rapidamente pelo organismo e serão transformados em gordura".

É importante deixar claro que nenhum destes alimentos precisa ser excluído do seu cardápio, especialmente aqueles que você gosta bastante. "Eu não os transformaria em vilões da dieta porque o problema é o nosso hábito. O que não devemos fazer é comer estes alimentos diariamente e em excesso, você pode escolher um alimento do grupo, o sorvete de massa por exemplo, e ingerir uma vez por semana", aconselha o nutrólogo Celso Cukier do Hospital Albert Einstein. Logo abaixo, você confere os dez maiores "perigos" do cardápio saudável.

 

Fonte:  http://www.minhavida.com.br/alimentacao/galerias/16841-conheca-os-10-piores-alimentos-para-a-sua-saude/2

Imprimir

Calça apertada pode afetar circulação e saúde íntima de homens e mulheres

Mulher de 35 anos chegou a ficar dias sem andar por causa de calça skinny. Corrimento, dor no testículo e má digestão podem estar ligados a roupa.

A consequência de usar uma calça apertada demais pode extrapolar o mero desconforto. Nesta semana, médicos descreveram um caso ocorrido na Austrália em que uma mulher sofreu lesões nos nervos e músculos da perna por ficar muito tempo agachada vestindo uma calça skinny. Questões relacionadas à circulação, à digestão e à saúde íntima de homens e mulheres também podem ser desencadeadas pelo excesso de aperto dos jeans da moda.

De acordo com o médico angiologista Henrique Pereira Lamego Junior, uma calça extremamente apertada pode impedir uma circulação adequada. “Se a calça vai até o tornozelo, o sangue chega até o pé, mas não consegue voltar. O pé vai inchando e o inchaço sobre gradativamente até a virilha”, explica. Portanto formigamento, inchaço, dor e até lesão nos nervos, em casos mais críticos, podem ocorrer.

Como um torniquete

No caso de calças jeans, um agravante é que o tecido menos maleável pode levar à formação de vincos que funcionam como garrotes, impedindo a circulação atrás dos joelhos, na virilha e nas coxas. “É um anel de compressão como se fosse um torniquete que obstrui mais ainda, formando regiões de inchaço nas pernas.”

O angiologista acrescenta que a calça skinny muito apertada pode favorecer o surgimento de varizes e até celulite. “A celulite pode ser formada pela ausência de circulação. Se pensarmos que a calça pode diminuir a circulação, então ela também pode favorecer o surgimento de celulite como um efeito secundário.”

Pernas finas são mais vulneráveis

Segundo Lamego Junior, pessoas com pernas mais magras estão mais vulneráveis a esses problemas de circulação provocados pelo aperto da calça. “Pernas finas são as que podem ser mais lesadas. Isso porque os gordinhos têm um tecido adiposo grosso, que funciona como uma espuma que segura a pressão, o que os mais magros não têm”, diz.

Dor no testículo

Segundo o urologista Daher Chade, do Instituto do Câncer de São Paulo e do Hospital Sírio Libanês, um problema comum entre os homens que pode estar relacionado, em alguns casos, às calças apertadas é a orquialgia, que é uma dor crônica no testículo.Ao investigar as causas externas do problema, normalmente encontram-se dois extremos: de um lado, homens que fazem atividade física com roupas muito soltas e cuecas estilo samba-canção e, de outro, homens que usam calças muito justas. As duas situações podem desencadear esse tipo de dor. Chade diz que não existe uma relação direta, cientificamente comprovada, entre calça apertada e infertilidade masculina. “Isso é difícil de comprovar porque a maioria dos pacientes que tem infertilidade tem uma causa genética”, observa. 

“Querer transformar o corpo mediante a compressão de uma calça não é adequado" Henrique Pereira Lamego Junior, angiologista

O que está comprovadamente relacionado à infertilidade é a exposição prolongada dos testículos a altas temperaturas. “Se fizermos uma inferência com a questão da roupa, que pode eventualmente aumentar a temperatura dos genitais por um tempo prolongado, então poderia haver uma relação, mas não tem como isolar esse fator.”

Corrimento vaginal

Entre as mulheres, usar calça apertada por muito tempo, por favorecer o aumento da temperatura e umidade da região, pode estimular a proliferação de fungos e bactérias na vagina, segundo o ginecologista e obstetra Maurício Sobral, do Hospital Vila Nova Cachoeirinha. Isso pode aumentar os casos de candidíase e corrimentos.

Mas a calça apertada é apenas um dos fatores que aumentam o risco do problema e só é determinante quando o uso é muito prolongado. “O uso esporádico não tem problema. Mas tem pessoas que ficam 12, 14 horas, aí sim pode favorecer essas ocorrências”, diz Sobral. Entre homens e mulheres, o aperto da calça pode provocar problemas de digestão, como acúmulo de gases e dificuldade para ir ao banheiro.

Evite o desconforto

Uma dica para quem não quer abrir mão da calça justa é usar calças tipo legging, que fazem uma pressão anatômica regular, sem formar vincos nem anéis de compressão. “É importante não usar uma calça que esteja desconfortável e, se notar que a perna ficou inchada no primeiro uso, não use mais”, diz Lamego Junior. "Querer transformar o corpo mediante a compressão de uma calça não é adequado."

 

Fonte: http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2015/06/calca-apertada-pode-afetar-circulacao-e-saude-intima-de-homens-e-mulheres.html

Contato

Igreja Adventista
Central de Niterói


Rua Coronel Gomes Machado
Nº:350 - Centro - Niterói
Rio de Janeiro, CEP: 24020-112

Telefone:
(21)-2613-0855

Rede Novo Tempo

logonovotempo